• Alexandra Oliveira

Pequenas Reflexões

Ciclos da Vida: "Não podemos esperar que nossos especialistas religiosos façam tudo para nós. Sei que temos poucos santuários privados e nenhum templo público, mas temos nossos corações e nossos lares. Embora nossas comunidades sejam ainda pequenas, cada um de nós tem os meios para praticar o Helenismo plenamente. Os ciclos da vida e os rituais diários, mensais e anuais são esses meios." (Drew Campbell: 'Old Stones, New Temples', traduzido pela Alexandra) Deuses Estrangeiros: "A prática de incluir deuses estrangeiros na estrutura do politeísmo helênico era autêntica. Há vários casos na Grécia Antiga nos quais a deidade de outra cultura foi trazida para dentro da religião grega e fazia parte dela. Cibele, que era originalmente da Ásia Menor, adquiriu significativos seguidores na Grécia. No período helenístico, muitos deuses do Egito encontraram seguidores gregos, especialmente Ísis, que foi cultuada por várias pessoas por todo o império romano. Isso não significa um endosso ao tipo de ecletismo às vezes visto na comunidade neo-pagã, tipo misturando e comparando panteões e tradições para se encaixar nos caprichos de alguém. Mas há formas apropriadas de incluir um ou dois deuses de outros panteões na prática politeísta helênica sem comprometer sua integridade. A chave é realmente aprender sobre o sistema do qual a nova deidade vem, e como esse/a deus/a pode se encaixar no sistema helênico." (Sarah Winter, no livro "Kharis", traduzido pela Alexandra.)


#deuses #greciaantiga #helenismo #mitologia #rituais #crenças #gregos #reconstrucionismo

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sobre os Festivais

(resumido do livro "A Religião Grega", Fernand Robert, Ed. Martins Fontes) - Não se deve tomar a religião como exclusivamente mitologia...

"Homo Necans"

esenha do livro de Walter Burkert: "Homo Necans - The Anthropology of Ancient Greek Sacrificial Ritual and Myth"...