Home‎ > ‎Projetos‎ > ‎

Panspermia

Receita de Panspermia

Rendimento: 100 porções

2,3 kg de trigo em grão
500 grs de gergelim
500 grs de amêndoas sem pele
2 xícaras de nozes picadas
1 xícara de noz pecã picada
1 xícara de groselhas (opcional)
500 grs de uvas passas brancas sem caroço
500 grs de uvas passas escuras sem caroço
3 colheres de sopa de canela em pó
1 colher de sopa de cravos moídos
½ xícara de salsinha picada
Sementes de 1 romã (opcional)
200 gr de farinha de rosca peneirada
11/2 a 2 kg de açúcar de confeiteiro
500 gr de amêndoas confeitadas brancas
85 grs de confeito prateado (um pacotinho)

Cobertura:
4 xícaras de açúcar
2 xícaras de água
6 claras                                                                                                       (foto: Kriosa Lysia)
1/2colher de sopa de creme de tártaro
1 colher de sopa de baunilha

Presumindo que será servido no domingo, comece a preparação na noite da sexta feira.
Etapa 1. Escolha o trigo para retirar objetos estranhos. Coloque o trigo em uma panela grande, encha com água e deixe a água escorrer lentamente na panela para cobrir o trigo, mexendo nos grãos de modo que qualquer palha solta e pó serão lavados. Preencha a panela com água limpa e deier repousar durante a noite. Na manhã seguinte, escorra toda a água e coloque o trigo em uma panela grande o suficiente para acomodar 2 partes de água e 1 parte de trigo. Cozinhe em fogo médio até ficar macio, mexendo sempre com a colher de pau para evitar que grude.
Etapa 2. Escorra o trigo, lave e espalhe sobre a mesa coberta com várias camadas de pano limpo para absorver completamente a umidade. Ocasionalmente vire o trigo para facilitar a secagem. Esse processo leva de 2 a 4 horas.
Etapa 3. Enquanto o trigo está secando, prepare os outros ingredientes. Despele amêndoas, parta em pedaços e doure em forno moderado. Coloque o gergelim em um aforma rasa e doure em forno moderado mexendo sempre. Transfira o trigo para um tecido grande e limpo, adicione o gergelim torrado, as amêndoas, nozes picadas, groselhas, uvas passas, a salsa e as sementes de romã. Com as mãos e uma espátula larga, misture devagar e bem.
Etapa 4. Cubra o fundo de uma bandeja de 40X60 cm com papel alumínio. Guardanapos de papel branco ou prata pode ser colocado em volta da bandeja, ultrapassando a borda da bandeja. Molde a mistura de trigo na bandeja. Termine cobrindo a bandeja completamente. (Se toda a mistura de trigo não couber na bandeja, o restante pode ser colocado em uma tigela e levado para o templo/altar junto com a bandeja decorada.)
Etapa 5. Cubra o trigo com uma folha de papel manteiga. Pressione firmemente alisando a superfície da massa. Peneire farinha de rosca sobre toda a superfície. A camada de farinha de rosca deve ser de 6 mm de profundidade. Peneire açúcar de confeiteiro sobre a superfície inteira.Pressione firmemente com papel manteiga. Peneire mais açúcar e pressione com firmeza até que o açúcar é 3 mm de profundidade. Faça a superfície firme e reta, totalmente coberta.
Etapa 6. Decoração: a forma desejada é desenhada em papel e cortada para servir de molde. Posicione a imagem no monte e risque no açúcar com um palito. Remova o molde de papel. Com a ponta de uma colher de chá, cuidadosamente remova o açúcar de confeiteiro no contorno para aparecer a camada de farinha de rosca.Use o mesmo procedimento para letras/iniciais do que se quiser escrever (como uma homenagem a um ancestral ou ente querido falecido ou deidade).
Etapa 7. Cobertura: Ferva o açúcar e a água (sem mexer) até o ponto de fio. Bata as claras em neve e despeje a calda quente de forma lenta e constante, sem parar de bater. Adicione o creme de tártaro e a baunilha e bata até esfriar e estar firme o suficiente para manter a forma quando sair do saco de confeiteiro.
Etapa 8. Coloque a cobertura no saco de confeiteiro, preencha onde removeu o açúcar na figura/frase desenhada, cerca de 1,5 cm acima da superfície. Decore a imagem como desejar com confeitos, usando uma pinça para colocá-los. Use o restante da cobertura para fazer 2 ou 3 linhas em torno do monte, decore com amêndoas e confeitos como desejar.

Nota: Essa mistura de trigo é perecível. Deve ser mantida sob refrigeração, especialmente se for para ser mantida para o dia seguinte.
Também: A tradição dita que deve usar sempre um número ímpar de libras de trigo, ou seja, 3, 5, 7 e 9 ou 11.
(Nota da tradutora: Essa tradição vale pra Itália, há um monte de receita que tem que usar sempre ingredientes em número ímpar. Na tradução de libras, onças e coisas do tipo para quilos e gramas, isso se perdeu, mas no original temos muitos números ímpares.)

Fonte: Mrs. B. K. Taras (Bessie), in "It's Greek to Me!" cookbook, c. 1981.

Foto da Panspermia feita por: Kriosa Lysia, do grupo Neokoroi

PS. (Kriosa): A Wikipedia fala que atualmente as igrejas que adotaram o prato [Koliva] têm um cozinheiro específico para fazê-lo a fim de evitar os perigos da fermentação. Isso nos faz pensar se ele ainda seria comestível/gostoso quando fermentado e, se fosse, se talvez isso não seria parte do que se esperava na versão antiga dessa refeição.

Tradução: Sarah Helena
, com pequenas adaptações da Alexandra
PS. (Álex): Esta receita pode ser utilizada como oferta e banquete em vários rituais, mas recomenda-se especialmente para a Pyanepsia.

Comments