Home‎ > ‎Hinário‎ > ‎

Poseidon

Hino Órfico a Netuno (Poseidon)
Escuta-me Óh Posídon de cabeleira molhada pelas ondas salgadas do mar, Posídon, arrastado por rápidos corcéis e empunhando o Teu tridente, Tu que habitas sempre as imensas profundesas do mar, Rei das ondas, Tu que comprimes a terra contra as tuas águas tumultuosas, Tu que atiras longe a espuma e que conduzes através das ondas a tua quadriga, deus cerúleo, a quem a sorte assegurou o Império dos Mares, tu que amas o rebanho armado de escamas e as águas salgadas Oceano, detém-te nas margens da terra, dá um bom sopro aos navios e acrescenta, para nós, a paz, a salvação e as dádivas douradas da riqueza.
("Enciclopédia Universal da Fábula", volume III Mitologia Grega Tomo I, postado por Thiago Oliveira)

Hino Homérico XXII - A Poseidon
Começo a cantar sobre Poseidon, o grande deus, movedor da terra e do mar infrutífero, deus das profundezas que é também senhor de Helicon e do vasto Egeu. Uma dupla repartição os deuses alocaram para ti, ó Sacudidor da Terra, de ser um domador de cavalos e um salvador de navios! Saúdo-te, Poseidon, Dono da Terra, deus de cabelos escuros! Ó abençoado, seja gentil de coração e ajude aqueles que viajam de navio!
(tradução da Alexandra)

Hino Homérico XXII - A Posídon
Acerca de Posídon grande Deus começo a cantar
da terra movedor e do mar sem messe,
marinho, que o Hélicon tem e Egas vasta
De dois modos, Tremeterra, Deuses partilharam-te as honras:
domador de cavalos ser e salvador de naus.
Salve, Posídon abraça-terra, de escura cabeleira,
e venturoso propício peito tendo ajuda aos navegantes.
(tradução de Rafael Brunhara)

Hino Órfico a Poseidon
Eu começo a cantar sobre Poseidon, o grande deus, que move a terra e o mar infrutífero,
deus das profundezas que é também senhor de Hélicon e do largo Egeu.
Um reino duplo os deuses te concedera, ó Sacudidor da Terra,
tornando-te domador de cavalos e salvador de navios!
Salve, Poseidon, possuidor da Terra e senhor de cabelos escuros!
Ó abençoado, seja gentil de coração e ajude estes viajantes em seus navios!
(tradução da Alexandra a partir da inglesa de Evelyn-White)

Hino Órfico a Poseidon
Ouça, Poseidon da crina escura, possuidor da Terra, equestre;
Esculpido em bronze é o tridente em tua mão,
E tu habitas nas funações do mar que cobre tudo.
Governante dos estrondos profundos do mar, sacudidor da terra,
Tuas florescências são as ondas, ó gracioso, quando incitas teus cavalos e carruagem,
Correndo no mar e mergulhando na encrespada salmoura.
A ti coube a terceira porção, o mar incompreensível,
E tu te delicias nas ondas e em teus reinos selvagens, ó espírito das profundezas.
Salve as fundações da terra e os navios que se movem a toda força,
E traga paz, saúde e irrepreensível prosperidade.
(tradução da Alexandra a partir da inglesa de Athanassakis)

Comments