Home‎ > ‎Hinário‎ > ‎

Erínias

Hino Órfico 70, às Fúrias (Eumênides), com fumigação de aromáticos:

Ouçam-me, ilustres Fúrias (Eumênides), de poderosos nomes e impressionantes poderes, famosas por seu prudente conselho;
Sagradas e puras, nascidas do terrestrial Jove (Zeus Khthonios) e Proserpina (Perséfone), a quem adoráveis cachos adornam;
Cuja vista penetrante, com visão irrestrita, inspeciona as ações de toda a espécie ímpia:
Atendente dos Destinos, punidora da raça - com severa ira - de obras injustas e vis.
Rainhas de cor escura, cujos olhos resplandescentes são brilhantes de luz temível, radiante e destruidora de vida:
Eternas governantes, terríveis e fortes, a quem a revanche e a tortura horrendamente pertencem;
Fatais e repugnantes à vista humana, com cabelos serpentinos vagando na noite;
Aproximem-se e rejubilem-se destes ritos, pois a vós eu chamo, com voz sagrada e suplicante.

Hino Órfico 69, às Fúrias (Erínias), com fumigação de aromáticos:

Vociferantes e Desenfreadas Fúrias [Erínias], ouçam! A vós eu invoco, poderoso temor, a quem todos reverenciam;
Noturnas, profundas, que se retiram em segredo, pavorosas Tisífone, Alecto e Megara;
Imersas em uma profunda caverna, envolvidas pela noite, perto de onde o Estige flui impermeável à vista;
Sempre presente nos ritos misteriosos, furiosas e ferozes, em quem a lei terrível do destino se delicia;
Vingança e tristeza medonhas a vós pertence, ocultas em um véu selvagem, grave e forte,
Espantosas virgens, que sempre habitam dotadas de várias formas, no mais profundo Hades;
Aéreas, e não vistas pelo gênero humano, de veloz corrida, rápidas como a mente.
Em vão o Sol com brilho alado refulgente, em vão a Lua com sua suave luz dardejante,
Sabedoria e Virtude podem tentar em vão, e a agradável Arte obter nosso transporte
Ao menos com estas vocês prontamente conspiram, e logo previnem sua ira toda-destrutiva.
As ilimitadas tribos de mortais vocês avistam e justamente regem com o olhar imparcial do Direito [de Dikê].
Venham, Moiras de cabelo serpentino, de muitas formas, divinas, suprimam sua raiva, e favoreçam nossos ritos.

(traduções da Alexandra)
Comments