Home‎ > ‎Festivais‎ > ‎

Skirophorion (Loios)

ARREPHORIA ('Αρρηφορία): Duas jovens garotas (entre 7 e 11 anos de idade), as Arrephoroi (Carregadoras das Coisas Não-Ditas) que são as filhas rituais do Arkhon Basileus (Sacerdote-Rei), passaram o ano precedente vivendo no templo de Atena Polias (guardiã da cidade). Alguns dizem que elas estiveram tecendo um novo peplos (manto) para Atena, o qual elas trarão a Ela na procissão sagrada (veja o festival Panathenaia no mês que vem). Em um secreto rito noturno, a Sacerdotisa dá para as Arrephoroi um pacote, cujo conteúdo é escondido de todas as três. Elas levam o pacote por um caminho secreto até o santuário de Afrodite nos Jardins, e trazem de volta outro pacote secreto. Depois disso, as Arrephoroi são substituídas por duas novas garotas. O rito recorda quando Atena deu o cesto contendo Erictônio para as filhas do Rei Kekrops, que atuaram como amas. Duas delas desobedeceram Sua ordem de não olhar no cesto, e quando elas viram o homem-serpente elas se jogaram da Acrópole, morrendo. O nome da ama leal era Pandrosos (TodaOrvalho), ou, de acordo com outras fontes, as duas filhas que se auto-sacrificaram eram Pandrosos e Herse (que também significa orvalho). (O festival também pode ser chamado de Ersephoria - Carregando Orvalho.) A árvore da oliveira, que era o presente especial de Atena a Atenas, traz pequenas olivas se não houver orvalho suficiente nesta época do ano. Afrodite, como Deusa da Manhã e Estrela Vespertina, era responsável pelo orvalho, e então Sua cooperação era essencial. As Arrephoroi usavam mantos brancos, jóias douradas, e comiam Anastatos (Feito-para-crescer), um pão leve especial (tipo um pastelão de queijo).
COMO CELEBRAR HOJE: Pode-se realizar um ritual normal para Atena, sendo que o momento de relembrar os mitos e epítetos, estes sejam centrados no mito relacionado ao rito da Arrephoria, ou seja, quando Atena deu o cesto contando o homem-serpente Erictônio para as filhas do Rei Kekrops, relacionadas ao orvalho, que tomaram conta dele. As que desobedeceram a recomendação de Atena de não olharem dentro da cesta acabaram se jogando da Acrópole. Lembra-se também da cooperação de Afrodite, deusa da manhã e estrela vespertina, que fornece o orvalho necessário para que a oliveira dê bons frutos. As roupas deste dia são brancas, os enfeites dourados, o alimento é pastel de queijo ou um pão leve especial. Minha sugestão é que, antes do rito, se guarde uma oferta (não perecível) em uma caixinha ou pacote, que fica presente no ritual e depois é escondido até o próximo mês, quando será aberto na Panathenaia. Caso você possua uma estátua de Atena, este é o momento de confeccionar ou adquirir um novo manto para ela, que também só será entregue no mês seguinte. [Alexandra]
"Essa foi a forma como eu festejei, e acho que é cabível: alguns dias antes eu comecei a coletar o orvalho matinal e também junto com ele, um pouco de agua e chuva. No dia do festival fiz libações à Áthena e Afodite com esta água e lhes fiz ofertas de adornos e bijuterias, além de espelhos e vestimentas, além de pão de soja." [Thiago]

SKIROPHORIA/SKÍRA (Σχίρα): Este festival ocorre na época do corte e debulhamento do grão. A Sacerdotisa de Atena, o Sacerdote de Poseidon e o Sacerdote de Hélio vão para o Skiron, um lugar sagrado para Deméter, Koré, Atena Skiras e Poseidon Pater, pois lá foi onde Atenas e Elêusis se reconciliaram. Atena e Poseidon representam a vida da cidade, e Deméter e Koré representam a agricultura; Hélio testemunha Seus juramentos (como Ele testemunhou o rapto de Koré). O Skiron é onde, de acordo com a tradição, a primeira semeadura aconteceu. Um grande e branco dossel (chamado de skiron) é carregado sobre as cabeças dos sacerdotes e sacerdotisas durante a procissão. É um escudo que simboliza a proteção dos campos, fazendas e pessoas do calor escaldante, evitando a queimada e a seca. A Skirophoria é celebrada principalmente por mulheres (enquanto os homens dominam a Cidade Dionísia - ver mês de Elaphebolion). Para trazer fertilidade, elas se abstém do intercurso neste dia, e para este fim elas comem alho para manter os homens afastados. Elas também jogam ofertas dentro das megara - cavernas sagradas de Deméter: bolos em forma de cobra, falos e leitõezinhos. (Eles se tornam os Thesmoi - coisas deitadas ao chão - que são removidas na Thesmophoria, no mês de Pyanepsion). Essa cerimônia relembra o guardador de porcos Eubouleus que foi engolido/tragado com seus porcos quando Perséfone foi raptada para dentro do submundo por Hades. Os homens têm uma corrida na qual eles carregam ramos de videira do santuário de Dionísio até o templo de Atena em Skiras. O vencedor ganha a Pentaploa (Taça Quíntupla), contendo vinho, mel, queijo, algum milho e óleo de oliva. Só a ele é permitido compartilhar essa bebida com a Deusa, para quem uma libação é vertida para que Ela abençoe esses frutos da estação.
COMO CELEBRAR HOJE: sugestão da Álex, clique AQUI; sugestão do Thiago, clique AQUI.

DIPÓLIEIA (Διπόλια - "ao deus da cidade"): Festival em honra a Zeus Polieus. BOUPHÓNIA (Βουφόνια - "matança do boi") - Neste dia (parte do Dipolieia), algumas garotas buscavam água para usar em ferramentas afiadas. Os afiadores afiavam um machado com cabo e uma faca de açougueiro. Vários arados de boi eram arrebanhados pelo pasto até um altar, onde cevada e trigo tinham sido colocados. O primeiro boi que ia ao altar estava "consentindo" em ser sacrificado. Um homem matava o boi com o machado e outro cortava sua garganta com a faca. Ambos soltavam suas ferramentas e fogem. Depois o boi era retalhado e preparado para o banquete. Seu couro era estufado com palha e costurado, de forma que parecia vivo. Um julgamento então começava para determinar quem era o culpado pela morte do boi. As primeiras apontadas são as carregadoras de água. Elas culpam os afiadores, que, por sua vez, culpam os sacrificadores. Finalmente, os sacrificadores culpam o machado e a faca, que são declarados culpados e jogados ao mar. (O tema para refletir nesse festival parece ser o ato da reparação - alguém tem que pagar pelo que acontece - e de como nos livrarmos da culpa).
COMO CELEBRAR HOJE: sugestão da Álex, clique AQUI.

DIISOTERIA: festival ático por volta do dia 30 do mês de Skirophorion, em honra a Zeus Soter e Atena Soteira (os Salvadores).


Comments