Home‎ > ‎Festivais‎ > ‎

Setembro-Deméter e Perséfone

(por Gitana, traduzido por Alexandra)

1. Preparação como de costume: banho, roupas limpas, vela acesa consagrada para Héstia, água lustral. Não é preciso todo um ritual de purificação, apenas lave suas mãos na água lustral.

2. Faça a prece, enquanto ergue as mãos até o alto:
“Ouçam-me, Deméter e Perséfone, as Duas Deusas de Eleusis. Vocês que trazem as estações e as colheitas; protegem as crianças; vingam os injustiçados. Aceitem as ofertas que estamos para fazer. Dê-nos prosperidade, e traga-nos paz em nossos corações.”

3. Dirija-se ao local de libação, enquanto verte o líquido, e recite:
Uma libação em sua honra, Demeter Kourotróphos, “protetora da juventude”
Uma libação em sua honra, Persephone Khthonia, “do submundo”
Uma libação em sua honra, Demeter Lousia, “a suave/branda”
Uma libação em sua honra, Persephone Praxidikê, “a vingadora”
Uma libação em sua honra, Demeter Karpophoros, “que traz fruto”
Uma libação em sua honra, Persephone Hagne, “a pura”
Uma libação em sua honra, Demeter Erinus, “feroz/intensa”
Uma libação em sua honra, Persephone Sôteira, “a salvadora”.

4. Leia o Hino Órfico (#40) a Demeter Eleusinia:
“Deo, divina mãe de todos, deusa de muitos nomes,
augusta Deméter, educadora de jovens e doadora de prosperidade e riqueza;
Tu nutres as espigas de milho, ó doadora de tudo,
e tu te delicias na paz e no laborioso trabalho de parto.
Presente na semeadura, empilhagem e debulha, és o espírito do fruto não-maduro,
tu que habitas no sagrado vale de Eleusis.
És charmosa e amável, dás sustento a todos os mortais,
foste a primeira a pôr o arado no boi para lavrar a terra
e a enviar de cima a baixo uma adorável e rica colheita aos mortais.
Através de ti, tudo cresce e brota, ó ilustre companheira de Bromio
e, carregando a tocha e sendo pura, delicias-te com a produção do verão.
De debaixo da terra apareces e com todos és gentil,
Ó sagrada cuidadora dos jovens e amantes das crianças e da boa descendência.
Tu conduzes tua carruagem com rédeas nos dragões,
e circulas teu trono girando e uivando em êxtase.
Com filha única, mas com muitas crianças e muitos poderes sobre os mortais,
Tu manifestas tua miríade de rostos à variedade de flores e botões sagrados;
venha, abençoada e pura, e carregada dos frutos do verão,
traga paz junto com as regras de boas-vindas da lei,
riquezas também, e prosperidade, e saúde que nos governa a todos.”

5. Leia o Hino Órfico (#29) a Perséfone:
“Perséfone, abençoada filha do grande Zeus, filha única
de Deméter, venha e aceite este gracioso sacrifício.
Muita honrada esposa de Pluto, discreta e doadora da vida,
tu comandas os portões do Hades nas entranhas da terra,
Praxidikê (justiça exata) amavelmente trançada, pura flor de Deo,
mãe das Fúrias, rainha do mundo inferior,
a quem Zeus gerou em união clandestina.
Mãe do Eubouleus que tem várias formas e que ruge alto,
radiante e luminosa companheira de recreação das Estações,
augusta, toda-poderosa, rica donzela em frutos,
brilhante e de cornos, só tu és a amada dos mortais.
Na primavera tu rejubilaste nas brisas das campinas
e mostras tua figura sagrada nos brotos e frutos verdes.
Foste feita esposa de um sequestrador no outono,
e apenas tu és vida e morte para os mortais que labutam;
Ó Perséfone, pois tu sempre nutres tudo e matas tudo também.
Escutai, ó abençoada deusa, e enviai os frutos da terra.
Tu que floresces em paz, em saúde de mão suave,
e em uma vida de fartura transportas pelo ar a velha idade
em conforto até teu reino, ó rainha, e para o reino do poderoso Pluto.”

6. Quaisquer pedidos especiais ou devoções pessoais são feitas neste momento. Pela comunidade, pode-se pedir a Demeter para cuidar das crianças que sofrem e a Perséfone para confortar as pessoas que morreram este ano.

7. Para concluir o ritual, uma libação final é vertida, enquanto se diz “Khairete, Duas Deusas. Reuniremo-nos em vossa honra novamente.”

(original em inglês em http://persephones.250free.com/libation-demeter-persephone.html)

[Nota: Apesar de eu normalmente dirigir as instruções de rituais como individuais, no caso de um grupo todas as pessoas devem passar pela preparação e fazer a libação, e pelo menos um condutor da cerimônia deve recitar as preces. Cada pessoa pode trazer um líquido diferente para libar: água, mel, leite, azeite de oliva extra-virgem etc.]

SUGESTÃO DO GRUPO DE SERGIPE: clique no arquivo anexo abaixo.

ĉ
Alexandra Oliveira,
8 de nov de 2014 04:29
Comments