Home‎ > ‎Festivais‎ > ‎

Novembro-Ares

por Sarah Helena


A libação de novembro é para Ares.
Ares é o deus da guerra, da fúria de batalha, mas também da ordem civil e da coragem.

Ares nos fala de força, bravura, de masculinidade e honra. Ares mostra a camaradagem que existe entre aqueles que lutaram juntos em batalhas, e os mostra uma maneira de encarar a vida que se baseia nas verdades simples e não nos jogos estratégicos. Para ele, mais do que a vitória, importa lutar por que é preciso lutar. Ele destrói, mas também defende e protege.

Curiosamente, Ares é o único olímpico que nunca foi para a cama de alguém sem seu consentimento.

Entre seus atributos, podemos falar de sua carruagem dourada puxada por quatro garanhões que soltam fogo. Sua lança é de bronze e sua armadura é dourada (elmo, couraça, cinturão, grevas e escudo), e que brilham de modo ardente.

~-x-~

Preparação:
  • Inicie a preparação para o rito tomando um banho e vestindo roupas limpas. Pensando na natureza de Ares como um deus dos guerreiros, minha sugestão é que o banho seja o mais perto de frio que você agüentar, e as roupas sejam as mais simples e funcionais.
  • Prepare o altar colocando nele objetos e imagens que o façam lembrar de Ares, como armas brancas, cápsulas deflagradas, flâmulas e bordados militares, fotos de familiares que serviram no exército e, porque não, bandeiras do seu país ou Estado. Pense em que aspectos da sua vida você age como um guerreiro e pense em que de sua vida cívica você assume um papel de cidadão – essas são coisas adequadas para você deixar no seu altar como ofertas a Ares.
  • Mantenha no altar uma vela ou lamparina para a chama de Héstia e uma vasilha para receber as libações.
Rito:
  • Acenda a chama de Héstia e recite um hino para ela.
  • Purifique o ambiente com água lustral.
  • Diante do altar, em pé, com as palmas das mãos na direção da imagem de Ares, diga algo semelhante a isto: “Venho a ti, Senhor Ares, poderoso condutor da guerra, que destrói e protege as cidades, que insufla coragem no coração dos homens e refreia suas atitudes quando é necessário, venho diante de Ti prestar honras neste dia.”
  • Acenda o incenso ou disponha as oferendas que trouxe sobre o altar.
  • Seguem-se as libações. Enquanto verte o líquido na vasilha do altar, recite um hino ou alguns epítetos de Ares (algumas sugestões seguem este texto).
  • Se você costuma ter um altar fixo para Ele, pode dedicar algum objeto para Ares, assim como os vitoriosos ofereciam ofertas aos templos: “Eu ofereço a Ti este [objeto], como um agradecimento às vitórias em minha vida e porque mesmo na derrota eu agi com fortitude e correção. Honra a Ares, senhor de exércitos, encouraçado de bronze, aterrador para os inimigos.”
  • Devoções pessoais, leituras relacionadas ao momento e adendos pessoais ao rito podem ser incluídos neste momento.
  • Agradeça a presença de Ares no ritual e em sua vida: “Glorioso Ares, poderoso senhor, agradeço e peço para que sua presença em minha vida traga bons frutos e que novamente eu retorne diante desta abençoada chama para erguer hinos ao teu sagrado nome.”
Para ver os epítetos de Ares, as ofertas a ele e os seus animais sagrados: clique AQUI.

~-x-~

Este também é um bom momento para pensarmos: onde em nossas vidas nós somos guerreiros? Onde agimos de maneira rude e selvagem, mas com nossa verdade? o que defendemos? pelo que estamos dispostos a morrer - e a viver?

Algumas atividades que podem ser feitas em honra a ele:
  • assista a filmes de guerra (recomendo, mais que todos, o seriado Band of brothers)
  • procure saber mais sobre os veteranos de guerra que vivem/viveram em sua região
  • conheça os projetos da polícia militar (em São Paulo, existe um tour pelos lugares históricos da polícia, entre outras) atividades de contato com a comunidade
  • leia, partilhe, conte histórias sobre a participação do Brasil ou outros países que você admire em guerras (já te contei sobre o piloto brasileiro que perdeu a asa em pleno vôo, completou a missão de bombardeio e voltou e pousou, tudo isso só com uma asa?).
  • leia livros como A Arte da Guerra de Sun Tzu ou O Livro dos Cinco Anéis de Musashi, assim como outros compêndios de arte militar.
  • pratique artes marciais
  • brinque de luta
Releia o artigo da Alexandra sobre Ele - clicando AQUI.
E, se souber inglês, leia a visão que a Laria tem sobre Ele - clicando AQUI.

Hinos Antigos a Ares - clique AQUI.
Hinos Modernos a Ares - clique AQUI.

SUGESTÃO DO GRUPO DE SERGIPE: clique no arquivo anexo abaixo.

Ċ
Alexandra Oliveira,
8 de nov de 2014 04:20
Comments