Home‎ > ‎Festivais‎ > ‎

Maimakterion (Andynaios)

POMPAIA (Πομπαϊα) [último terço do mês] - Em uma procissão (pompaia) através da cidade, sacerdotes carregam o Dion Kodion (Espólio Sagrado), a pele da ovelha sacrificada a Zeus Meilikhios (Aberto à Propiciação, Gentil), um aspecto submundano de Zeus no qual Ele aparece como uma cobra e é especialmente protetor das crianças. No Pompaia um sacerdote também carrega a varinha mágica com cobras entrelaçadas de Hermes. Por este rito, tempestades e outros males são dirigidos para fora da comunidade, e a mais recente semeadura de grãos é protegida. Um indivíduo poluído pode se purificar permanecendo com seu pé esquerdo no Espólio, que absorve a poluição. Ou então ele pode se sentar descalço no espólio, com a cabeça coberta, e ser purificado por um sacerdote que lhe aplica o Likhnon ('Ventarola Sopradora'). O Pompaia corresponde à primaveril Diasia para Zeus Meilikhios, onde a chegada da primavera une seres comuns para os festivais agrícolas gregos.
Parece que Hermes também tinha um papel nesse festival. Plutarco, em A Vida de Aristides, menciona uma libação e um sacrifício a Zeus e a Hermes e a aqueles que morreram pela liberdade da Hélade, que acontecia no dia 16 do mês de Maimakterion e é possível que seja o mesmo festival. 

MAIMAKTERIA - Neste mês começa o inverno no hemisfério norte, então as pessoas faziam preces a Zeus Maimaktes (Tempestuoso) para ser gentil. Como senhor dos ventos, reza-se para que Ele possa ser gentil com as pessoas, plantações e casas nessa estação. Que ele traga calor e felicidade na brisa.
Como celebrar hoje: Podemos nessa época pedir boas chuvas, já que para nós será verão.

Comments