Home‎ > ‎Festivais‎ > ‎

Fevereiro-Afrodite

Celebra-se a 'deusa do amor', oferecendo-a incenso (de olíbano, de mirra, florais), flores, chocolate e vinho. Enquanto isso, cabe recitar os hinos homéricos e órfico a Ela, os poemas de Safo dedicados a Afrodite, e ler sobre seu nascimento na Teogonia de Hesíodo. Outros poemas de amor podem ser utilizados também. Procurem usar coroas de flores durante o rito.

Teogonia de Hesíodo (versos 188 a 206):

E tão rapidamente quanto ele tinha cortado seus membros com resolução e lançado-os da terra ao surgente mar, eles foram varridos por cima do alto-mar por um longo tempo: e uma espuma branca se espalhou em torno de sua carne imortal, e nela ali cresceu uma donzela. Primeiro ela se arrastou para perto da sagrada Citéria, e dali, em seguida, ela veio para o cinturão do mar de Chipre, e ela avançou, uma terrível e amável deusa, e a grama cresceu sob seus pés bem formados. Os deuses e homens dela a chamam de Afrodite, e a deusa nascida da espuma e ricamente coroada Citéria, porque ela cresceu entre a espuma e Citéria porque ela atingiu Citéria, e Chiprogênea porque ela nasceu na encrespada Chipre, e Filomedes porque ela saltou dos membros. E com ela veio Eros, e o gracioso Desejo a seguiu em seu nascimento no princípio enquanto ela entrava na assembléia dos deuses. Esta honra ela tem desde o começo, e esta é a porção reservada a ela entre os homens e deuses imortais – o sussurro de virgens e sorrisos e decepções com a doce delícia e amor e graciosidade.

Hinos Antigos:
Hinos Homéricos VI e X, Hino Órfico 54 e de Hino de Safo a Afrodite

---
(Alexandra)
Comments